"É claro que o dia a dia traz atritos. Traz desgaste. Traz chatice. Traz incomodação. Ei, ontem fui eu que limpei o xixi da cachorra, hoje é a sua vez. Ei, coloca a toalha para lavar. Tem que comprar mais pão. Pagou a conta de luz? Poxa, eu já pedi pra não fazer barulho enquanto eu tô trabalhando. Por favor, cuidado, não bate a porta. Essas coisas são pequenas perto do todo. Perto do amor de verdade. Perto do alívio que a gente sente ao deitar e pensar meu Deus, eu achei o amor da minha vida."
~ Clarissa Corrêa. (via cambaleei)

(Fonte: s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)


Reblog this!
1.644 notas

Permalink
01.09.2014 às 17:02


(Fonte: vinstage)


Reblog this!
1.081 notas

Permalink
01.09.2014 às 17:02


(Fonte: rozimohacsi)


Reblog this!
9.425 notas

Permalink
01.09.2014 às 17:02


(Fonte: reclinare)


Reblog this!
13.574 notas

Permalink
01.09.2014 às 16:54


"É uma noite longa, pra uma vida curta."
~ Lanterna dos afogados. (via verbografos)

(Fonte: ritimizando)


Reblog this!
46.513 notas

Permalink
01.09.2014 às 16:54


(Fonte: palesttina)


Reblog this!
1.446 notas

Permalink
01.09.2014 às 16:54


(Fonte: pizzanaticos)


Reblog this!
3.233 notas

Permalink
01.09.2014 às 16:53


(Fonte: teuplebeuu)


Reblog this!
572 notas

Permalink
01.09.2014 às 14:51


"Sempre achei que a morte fosse a salvação da vida, pôr um fim em tudo acalmaria as dores que por obrigação carregava. Meu comportamento era incomum, mas nunca fui julgado como alguém diferente. Tinha um belo sorriso, algo que nunca denunciou o turbilhão de tristezas que havia em minha alma, alma essa que constantemente era surpreendida por uma nefasta escuridão que tomava todo e qualquer vestígio de esperança. Nesse momento silencioso, meu coração apertava, as lágrimas corriam a face sem nenhum pudor, julgava por mais uma vez ter chegado o meu fim, mas não era. Sempre próximo do fim, no limite da vida e da morte eu estava, mas nunca concluí meu plano, eu odiava a vida, mas a vida me amava. Com o tempo percebi que era incapaz de chorar mais que o céu, percebi que não tinha os piores problemas do mundo e nem seria o maior sofredor da história. Minha dor não é eterna, meu sofrimento não tem importância comparado ao alheio, e mesmo que tenha, não receberei um Prêmio Nobel por isso. A dor é um sentimento imensurável que se compreende pela intensidade com que se mostra, todo e qualquer humano sente dor, o que torna a dor de cada um diferente e soberana é a forma como ela é sentida. Algumas dores são tratadas como um tapa na cara, outras como um tiro de rifle, em outros casos como um míssil atômico. A dor nunca será compreendida, mas uma coisa é certa: é a dor que nos ensina a viver."
~ Destroços de uma vida acabada, Otávio L. Azevedo  (via oxigenio-dapalavra)

(Fonte: sonetario)


Reblog this!
247 notas

Permalink
31.08.2014 às 20:28


"Por favor, me ame sóbrio. Me ame de manhã, de tarde, de noite e de madrugada. Me ame com chuva, neve, sol e tempestade. Me ame nos meus dias bons e nos meus dias chatos. Me ame chata. Me ame na TPM. Me ame com sinceridade. Não me enrole. Me ama somente quando tem problemas ou precisa de ajuda? Me ame sem problemas e, se eles surgirem, te ajudo, te empurro, te levo no colo, te empresto lenço de papel para enxugar as lágrimas e te deixo deitar na minha barriga. Te faço um cafuné. Mas me ame. De verdade. Não apenas fale, mas mostre."
~ Clarissa Corrêa.  (via floringenua)

Reblog this!
35.347 notas

Permalink
31.08.2014 às 20:28



Página 1 de 2582 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 »